Postado 07/06/2017 por Bruno Paes

Ford Rural: conheça mais deste modelo histórico de força e sucesso!

Sabe esses SUVs imponentes, luxuosos e caros que você vê pelas ruas hoje em dia? Pois saiba que a origem desses modelos foi bem incomum. A Ford Rural foi a precursora dos veículos utilitários, mas no início tinha outro objetivo.

Primeiramente sem nenhum luxo ou sofisticação, a Rural se transformou em um dos mais importantes instrumentos de trabalho no Brasil e no mundo, ao longo de mais de 30 anos de produção. Quer conhecer um pouco mais sobre este modelo histórico? Continue a leitura!

Ford Rural: a Herdeira direta do Jeep Willys

O Jeep Willys, produzido nos Estados Unidos, foi um dos grandes destaques da Segunda Guerra Mundial. Com o fim dos combates, a montadora americana pensou em uma forma de levar toda a robustez do utilitário para o grande público. Aproveitando a plataforma de sua criação mais famosa, a Willys lançou a Rural, em 1946, nos Estados Unidos.

Espartana, mas muito valente e robusta, a Ford Rural era equipada com um motor de 6 cilindros que gerava 90 cavalos de potência e tinha tração nas quatro rodas. Instantaneamente, caiu no gosto dos fazendeiros, pelo seu amplo espaço interno e pela mecânica confiável.

Foi assim que, em 1956, a Rural Willys chegou ao Brasil. Trazendo a mesma motorização da irmã americana, a versão brasileira trazia uma elegante pintura saia e blusa, que se tornaria uma de suas marcas na indústria automotiva nacional.

Sem concorrência

Em 1959, a Willys nacionalizou totalmente a produção da Rural, lançou uma versão 4×2 e redesenhou a frente do carro. Com a fábrica de Taubaté sendo responsabilizada por quase 100% da montagem do veículo, a Rural passou a ter preços competitivos e se tornou um instrumento de trabalho obrigatório nas fazendas brasileiras.

E, para melhorar ainda mais o cenário, não havia concorrentes em nenhuma outra marca. A única montadora e fabricar um utilitário no Brasil era a Volkswagen, que oferecia a Kombi — mas a proposta era completamente diferente.

Novos ares com a Ford

Em 1967, a Ford comprou a Willys do Brasil e manteve a produção da Rural. A novidade era uma versão mais luxuosa, com novo painel de instrumentos e mais voltada para o uso urbano. A Rural passou a agregar mais uma função à sua já versátil lista: ser o carro da família.

Seu reinado durou até 1972, quando a Chevrolet lançou a Veraneio, um utilitário mais moderno, confortável e econômico, que expôs a idade e a defasagem do projeto da Rural. Sem ter como evoluir mais, a Ford encerrou a produção em 1977, ainda mantendo uma versão picape por mais cinco anos. No entanto, ela jamais alcançou o mesmo sucesso da irmã mais velha.

Hoje em dia, a Rural é um dos carros mais cobiçados por colecionadores aqui no Brasil, já que fez parte de uma importante fase do desenvolvimento econômico do país. De fato, é difícil encontrar uma família que não tenha tido pelo menos uma experiência a bordo de uma Rural.

E aí, gostou de conhecer a história da Ford Rural? Depois de saber essas informações, certamente você olhará para os SUVs modernos com outros olhos! Se quiser ler mais conteúdos como este, siga nosso perfil nas redes sociais — estamos no FacebookYoutube e Instagram!