Postado 26/01/2017 por Daniel Farkuh

Existem seguros para carros antigos e para carros clássicos?

Ter a garantia de poder andar com seu clássico na rua com mais tranquilidade é fundamental. É claro que quem cuida de um carro especial tem sempre certa preocupação em sair da garagem. Ao mesmo tempo, mostrar o tesouro faz parte do processo de quem cuida tão bem de um carro de quilate sem igual.

Mesclar essas duas situações exige de proprietários uma medida para evitar problemas futuros. A solução é procurar seguros para carros antigos. Essa opção existe e é oferecida por algumas seguradoras.

Acompanhe a leitura do post e entenda mais detalhes desse serviço. Confira!

Seguro para carros antigos

As empresas que aceitam fazer seguros para carros antigos exigem que os donos informem diversos detalhes. Elas fazem isso porque avaliam as condições de uso para oferecer o produto que melhor se ajuste a cada demanda.

O dono também deve fazer apontamentos e explicar as principais preocupações que possui. Seja para o transporte de uma localidade a outra — quando há uma exposição, por exemplo — ou para outras finalidades.

Esse tipo de serviço também costuma ter algumas condições. A principal delas é que o uso do clássico não seja regular. Algumas seguradoras podem informar que o dono deve dizer qual é o carro que tem para uso diário, inclusive que este deve estar assegurado também.

Outra exigência é que o veículo atenda às normas estabelecidas pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) com relação a itens de segurança, condições de rodagem, entre outros.

Medidas de prevenção

Ter um carro clássico na garagem significa priorizar cuidados especiais. Ninguém pretende ver a “relíquia” que tem guardada danificada ou mesmo ser vítima de um furto ou roubo.

É verdade que, se algum problema acontecer, o prejuízo sentimental não pode ser reparado. Mas diante dos investimentos que sempre é preciso fazer para se ter um clássico, contratar um seguro para carros antigos é uma forma de diminuir o transtorno.

Dependendo do dano que precise ser recuperado, o seguro ainda garante que a peça ou o serviço possa ser reposto, e a sua preocupação fica menor na hora de procurar qualquer restauração necessária. Pode ter certeza que a dor de cabeça vai ser menor se tiver um seguro contratado.

Definição de carro antigo ou clássico

Quando o proprietário procurar uma seguradora para realizar a contratação, vai também precisar verificar as qualificações que as empresas têm com relação à definição de carro antigo e clássico.

As regras variam e, por isso, é sempre bom fazer uma pesquisa. O Denatran tem sua definição que, em geral, é usada como base. Essa especificação do órgão informa que “os antigos, clássicos, de coleção ou de placa preta devem ter mais de 30 anos de fabricação, conservar características originais de fábrica e possuir certificado de originalidade”.

Esse certificado é fornecido por clubes de automóveis e outras entidades credenciadas pelo Departamento Nacional de Trânsito. Resoluções sobre o tema podem, inclusive, ser encontradas no site do Denatran.

Melhor custo-benefício para carros clássicos e antigos

Grandes seguradoras sempre oferecem o serviço. Contudo, como é uma opção diferenciada, é recomendado falar com um corretor de confiança. E, apesar de muitos acreditarem que os preços possam ser exorbitantes, isso não é verdade. Como os clássicos e antigos não são carros usados para o “batidão”, o valor tende a ser menor que segurar um veículo comum.

Em geral, o produto oferecido também é apenas para danos causados por terceiros. Com isso, o custo cai. Vale lembrar que idade do dono e do condutor pode influenciar a definição do seguro, como acontece com modelos mais comuns.

Conhecer todos esses detalhes sobre seguros para carros antigos é muito importante para você garantir que seu veículo clássico vai estar sempre nas melhores condições. Quando o assunto envolve paixão, todo cuidado é pouco! Quer mais informações para garantir todo o cuidado com seu carro? Assine nossa newsletter e tenha conteúdos em primeira mão!