Postado 26/07/2016 por Daniel Farkuh

Confira 6 dicas para manutenção de motos antigas

Quem é fã de motos sabe o prazer que é vê-las brilhando e funcionando perfeitamente. Quando se trata das mais antigas, então, a paixão é maior ainda! A aparência e o ronco do motor são inconfundíveis e pilotar se torna mais do que um hobby. Porém, para que nenhum imprevisto atrapalhe a pilotagem, é importante garantir a saúde da sua máquina.

Veja nossa lista com 6 dicas para você que quer aprender mais sobre manutenção de motos:

1. Lubrificação

A moto é cheia de pequenos detalhes que, se você não tiver cuidado, podem trazer problemas lá na frente. Os componentes que precisam de lubrificação são parte disso.

Você sabe que uma corrente frouxa e mal lubrificada pode prejudicar o rendimento da moto e até mesmo colocar sua segurança em risco, não é? Porém, não é só a corrente que precisa de óleo.

Os cabos de freio, acelerador e embreagem necessitam de atenção especial. A falta de lubrificação pode causar rompimento durante a pilotagem e até provocar um acidente. Garanta que os cabos estejam corretamente lubrificados e em bom estado.

2. Os pneus

Siga as instruções do manual do fabricante para manter a calibragem adequada dos pneus. Evite ao máximo andar com pneus carecas ou danificados, principalmente em viagens. Preste atenção aos pequenos remendos ou consertos feitos em pneus furados e, na hora da troca, procure fazer o serviço em máquinas de montagem para obter o ajuste correto.

Fique atento ao pilotar com pneus novos! Eles são mais escorregadios pois vêm da fábrica com uma camada extra de cera. Cuide bem daqueles que sustentam sua moto pelas ruas!

3. Combustível de qualidade

O ideal é que você utilize gasolina comum no seu dia a dia. Não há necessidade de combustível de alta octanagem pois a moto não precisará diariamente de um rendimento acima da média.

Utilize um tanque cheio de gasolina aditivada durante uma viagem um pouco mais longa para limpar as partes móveis e o interior do motor. Já é suficiente!

4. Bateria

Verifique o nível da água da bateria a cada seis meses. Se você reparar que os faróis estão mais fracos, procure um posto e complete ou mesmo troque a solução. Certifique-se de que a parte elétrica está funcionando corretamente e que sua bateria está dando conta do recado.

5. Limpeza

Mantenha sua moto sempre bem limpa! Após enfrentar uma chuva, você pode manter a moto ligada e jogar um pouco de água com um balde ou mangueira na corrente e nas rodas. Isso vai impedir que a moto seque com excesso de areia nas partes lubrificadas. Aguarde a moto secar e lubrifique novamente a corrente, se necessário.

Evitar deixá-la no sol por muito tempo ajuda a conservar a pintura.

6. Serviços de manutenção de motos

Todas essas dicas só serão eficazes se você mantiver as revisões e manutenções preventivas em dia. Tenha um mecânico de confiança e acompanhe junto com ele a situação da sua moto. Lembre-se de checar o nível do óleo do motor a cada 500 Km rodados, assim como a situação dos pneus e parte elétrica antes de uma viagem.

Pequenos cuidados com a manutenção de motos fazem grande diferença na sua conservação. Principalmente quando se trata das antigas, que em geral são mais sensíveis a uma mecânica mal regulada. Lembre-se dessas dicas e não deixe de aproveitar o melhor que sua moto tem a oferecer nas ruas!

Gostou do post? Então compartilhe nas redes sociais para que seus amigos também saibam sobre a importância de cuidar bem das motos!