Postado 17/04/2017 por Daniel Farkuh

5 cuidados que você deve ter na venda de carros antigos

Por serem veículos com alta valorização e visados para a obtenção de peças de reposição, a venda de carros antigos requer alguns cuidados.

Fazer as escolhas certas evita que você tenha dores de cabeça não só durante a venda, mas também quando passado um longo espaço de tempo da realização do negócio.

Você tem um carro antigo e quer vendê-lo? Então você não pode deixar de tomar os 5 cuidados que reunimos neste post! Veja ao que você precisa se atentar, desde o anúncio do seu carro até a transferência para o novo proprietário, para evitar dores de cabeça.

1. Escolha uma forma de pagamento segura

O primeiro item de nossa lista não podia ser outro, pois o pagamento é a parte que pode trazer mais prejuízo na venda de um carro clássico — caso não sejam observados algumas recomendações de segurança.

Dê sempre preferência por receber o valor correspondente à venda por meio de transferência ou depósito em conta bancária e:

  • verifique se o valor realmente foi disponibilizado em sua conta: após passar o número de sua conta-corrente e o comprador informar a realização do pagamento, confira se o valor foi disponibilizado em sua conta bancária;
  • não aceite somente comprovantes de depósitos: como existem diversos meios de depósitos em sistemas de autoatendimento, não aceite comprovantes de depósito como confirmação de pagamento e aguarde pela compensação bancária.

Fuja de negociações com pagamento parcelado, pois qualquer negócio fechado nesses moldes causa a impossibilidade de transferir o veículo da forma correta — transferir sem receber o valor total pode acarretar em um golpe e, não transferir, na possibilidade de arcar com multas e outras responsabilidades sobre o carro.

2. Atente-se para a transferência

Apenas após a confirmação do pagamento é que se deve preencher o certificado de registro do veículo com as informações da venda.

Nunca preencha o CRV com data posterior à entrega real para o novo proprietário, pois qualquer irregularidade que ocorra com o carro antes da data citada no documento será de sua responsabilidade.

Para que o preenchimento do documento tenha validade, é necessário que todos os dados sejam preenchidos corretamente e as assinaturas (do comprador e do vendedor) estejam reconhecidas em cartório.

3. Procure sites idôneos

Utilizar sites idôneos focados no mercado de clássicos para realizar a venda é uma forma de otimizar (e muito) o tempo para encontrar um comprador e concretizar a negociação.

Verifique o perfil do site, se cobra apenas anúncios ou se cobra comissão sobre a venda para realizar um agenciamento. As duas formas possuem seus pontos prós e contras. Independente de qual caminho você desejar seguir, o importante é optar por um site conhecido e respeitado no mercado.

Um bom início do processo de venda é encontrar um bom veículo de classificados, honesto e claro. Por isso, na hora de anunciar a sua moto ou carro antigo, contar com um site confiável e especializado — como o webclassicos.com.br — é essencial.

4. Escolha locais de encontro seguros para a negociação

Ao marcar um encontro com um possível comprador de seu carro, evite a utilização de sua residência e sempre faça questão de que seja realizado em locais públicos e movimentados.

Isso evita que pessoas com más intenções saibam onde você reside e dificulta qualquer tipo de ação criminosa — ao não realizar o encontro em locais ermos.

5. Desconfie de golpes

Para evitar sofrer algum tipo de golpe, desconfie de supostos interessados que insistam em condições de pagamentos, entrega, transferência e encontro diferentes das citadas anteriormente. Afinal, prezar pela segurança nunca é demais! Ainda mais num processo tão delicado como a venda de um veículo antigo.

Gostou do nosso post sobre os cuidados na venda de carros antigos? Então siga nossos perfis nas redes sociais e acompanhe as nossas atualizações: estamos no Facebook, YouTube e Instagram!